16 de novembro de 2013

101 em 1001

Aos poucos eu me distraio e alguns itens da minha lista de 101 coisas acabam sendo cumpridos (ou não).


No dia 21 de outubro (sei por causa do Skoob) terminei de ler o último livro da minha meta de leitura deste ano. Foram 19 livros. Claro que li vários outros, porque quando o assunto é livro eu só preciso da oportunidade. Entre esses 19, teve alguns que me surpreenderam, outros me encantaram e teve os que me envolveram.

A leitura mais cansativa foi "Comer, Rezar, Amar", cada vez que eu pegava no livro eu precisava me convencer a ler, pelo menos, 20 páginas. A que mais me surpreendeu foi "Sushi" porque eu já havia lido outro livro da Marian Keyes, mas não tinha gostado. No entanto, este me fez pensar bastante, além de me provocar boas risadas. Porém, confesso que não sou fã de chick lit. "Branca de Neve e o Caçador" foi a leitura mais fraquinha. Acho que os autores poderiam ter elaborado melhor a escrita dos capítulos para tornar a história envolvente. O livro que tinha o personagem mais envolvente, para mim, foi "Antes de Morrer". Me via o tempo todo dando conselhos para a personagem principal. O livro que me fez chorar foi "A Culpa é das Estrelas". Os meus livros preferidos são os de Clarice Lispector (sempre) e "A Guerra dos Tronos" de George R. R. Martin.

Para conhecer a lista completa, clique aqui.


Dia 15 de novembro (sim,ontem) criei um gif para participar do Desafio do Leitor deste mês. A Nanda do blog Lado de Dentro todo mês propõe uma tarefa para os leitores do blog. O tema deste mês é Faça Arte!. Eu pensei em várias coisas, mas como nas últimas semanas eu tenho estado mergulhada num oceano de pesquisas, provas e demais atividades (universitária dramática), quase não tenho tempo para outras coisas. Férias, venimim! Então, ontem que era o último dia para enviar a tarefa por e-mail, criei um gif fofo. Quando a Nanda publicar, coloco o link aqui. Quem vê, não imagina que foram usadas 125 imagens, além de eu ter ficado bastante tempo imaginando como cada coisa poderia virar outra e definindo qual a velocidade ideal para o surgimento de cada uma. O que eu mais gostei de fazer foi o barco de papel que se transforma num envelope de carta.


Infelizmente, este item eu não cumpri. Só tenho duas de uma mesma linha. Porque fiquei muito tempo sem ir na loja em que eu comprava e quando fui não tinha mais delas e as outras que tinham eram feinhas. A minha preferida é a que segura o livro.





Daiana Maciel
Reações: