20 de março de 2014

5 dicas: Morar sozinha


Já faz um tempinho que saí da casa da minha família para colocar o pé no mundo sendo responsável por eu mesma. Com dezenove anos posso, né. Mas comecei a pensar e a planejar essa saída desde o ano passado. Inicialmente eu não marquei uma data, simplesmente comecei a planejar e quando tivesse uma oportunidade e com tudo "ok" eu tomaria essa grande atitude. Meu primeiro pensamento foi: Morar sozinha não é fácil (não é mesmo!), por isso é melhor organizar bem tudo que for necessário. Fiz uma lista com os principais itens que considero essenciais para aqueles que desejam conquistar sua "independência". O que vocês acham?

1. Determinação Tomar a decisão de morar só até que é fácil, mas para isso se tornar realidade existem alguns desafios. Se você ainda não consegue ser firme o suficiente para enfrentar o mundo é melhor pensar bem antes de resolver sair de casa. Para você conquistar aquilo que deseja é necessário ser uma pessoa determinada, ir até o fim, apesar dos obstáculos.

2. Planejamento Acredito que esse é o ponto mais importante: planejar. Aqui seus pensamentos devem ser guiados pelo porquê, como, quando, onde, com quem, etc. Por que estou decidindo ir morar sozinha?  Como vou realizar isso? Quando vou realizar a mudança? Onde vou morar? Com quem vou morar? E quantas outras perguntas surgirem é importante que você tenha as respostas.

3. Estabilidade financeira Não vai adiantar você sair da casa dos seus pais se não tem como se sustentar. Isto é, você precisa ter dinheiro. Não é que deva ser rica (o que não seria ruim se fosse), mas que possua o necessário para pagar suas contas, sua alimentação e todas as outras necessidades básicas. Você vai precisar do dinheiro para praticamente tudo.

4. Responsabilidade Isto é essencial, principalmente para não perder o prazo das contas, para não gastar mais do que devia, para organizar seu novo lar e para tomar atitudes que lhe favoreçam.

5. Aprenda a cozinhar Mesmo que sua faculdade possua um RU (Restaurante Universitário), você vai passar grande parte do seu tempo em casa. Então, para não morrer de fome (eu sendo dramática) você vai precisar se arriscar no mundo da culinária. Já posso dizer que é muito bom, parece que a comida feita por você mesma adquire um gostinho especial. No começo pode até não acertar muito nas receitas, mas não desanime com o tempo vai se admirar com seus temperos.
Reações: